RÁDIO AO VIVO

UMA PARÁBOLA ATUAL

*Israel Salvador


É uma típica tarde de sexta-feira e você está dirigindo em direção à tua casa. Sintoniza o radio. O noticiário está falando de coisas de pouca importância. Numa cidadezinha distante morreram três pessoas de uma gripe até então, totalmente desconhecida.

Você não presta muita atenção ao tal acontecimento. Na segunda-feira quando acorda, ouve pelo rádio que já não são três, mas trinta mil, as pessoas mortas pela tal gripe, isso nas colinas remotas da Índia.

Um grupo do Controle de Doenças dos EUA, foi investigar o caso. Na terça-feira, o fato já é a notícia mais importante no mundo, ocupando a primeira página nos jornais, já não é mais só no México, na Índia, mas no Brasil, Paquistão, Irã e Afeganistão, enfim, a notícia se espalha pelo mundo.

Estão chamando a doença de "Influenza, Gripe A, Gripe Suína " e todos se perguntam: Que faremos para controlá-la? Então, uma notícia surpreende a todos: “Europa fecha suas fronteiras. França não recebe mais vôos da Índia nem de outros países dos quais se tenham comentado de casos da tal doença. Devido à repercussão do fechamento das fronteiras, você está ligado a todos os meios de comunicação, para manter-se informado da situação e, de repente, ouve que uma mulher declarou que num dos hospitais da França, um homem está morrendo pela tal “influenza misteriosa”, agora também chamada de “gripe suína”.

Começa então o pânico na Europa. As informações dizem que se você contrair o vírus, tua vida está sob alto risco, pois o fim chegará em questão de uma semana... Em quatro dias, sintomas horríveis e a morte.

A Inglaterra também fecha suas fronteiras, mas já é tarde. No dia seguinte, o presidente dos EUA, fecha também suas fronteiras para a Europa e Ásia, para evitar a entrada do vírus no país, ao menos até que se encontre a cura.

No dia seguinte, as pessoas começam a se reunir nas igrejas, em oração pela descoberta da cura, quando de repente, entra alguém gritando: “Liguem o rádio! Liguem o rádio!”. A notícia é uma bomba: “ Duas mulheres morrem em Nova Yorque, afetadas pelo vírus misterioso...” Em questão de horas, parece que a coisa invadiu o mundo inteiro. Cientistas continuam trabalhando na tentativa de descoberta de um antídoto, mas nada funciona.

De repente, vem a notícia esperada: Conseguiram decifrar o código de DNA do vírus. Já é possível fabricar o antídoto!

É preciso, para isso, conseguir o sangue de alguém que não tenha sido infectado pelo vírus, um sangue totalmente puro, raríssimo, portanto.

Corre, pelo mundo a notícia de que as pessoas devem ir aos hospitais para fazer a análise de sangue e doar para a tentativa de fabricação do antídoto.

Você vai, como voluntário, levando toda a tua família, teus vizinhos também vão. O Pânico é grande. O que acontecerá? Será este o final do mundo? De repente o médico sai gritando um nome que leu na ficha de análise. Seu filho único, agarrado em suas pernas, diz: “Pai, ele está gritando o meu nome! O que ele quer que eu faça?”

...Antes que você possa raciocinar, estão pegando teu filho e levando para uma sala. Você grita: “Esperem, o que vão fazer com meu filho?” E o médico responde: “Está tudo bem, o sangue dele é o que procurávamos. Sangue limpo, puro, sem nenhuma impureza. É o sangue redentor! Com o sangue dele, teremos o antídoto para salvar o mundo!”

Depois de cinco eternos minutos, saem os médicos, chorando e rindo ao mesmo tempo. É a primeira vez que se vê alguém sorrindo desde o início dos acontecimentos. O médico mais velho se aproxima de você e diz:

“Obrigado, senhor! O sangue do seu filho é perfeito, está limpo e puro, o antídoto finalmente poderá ser fabricado e o mundo poderá ser salvo!” (Mateus 26:27,28)
A notícia se espalha por todos os lados. As pessoas estão orando e rindo de felicidade. Nisso, o médico se aproxima de você e diz: “Podemos falar um momento?” O teu coração gela, alguma coisa te diz que as notícias não são boas...

O médico, com lágrimas nos olhos, te diz: “Sabe papai, precisamos que o senhor assine uma autorização para usarmos o sangue do seu filho.” Quando você lê o documento, percebe que não colocaram ali a quantidade de sangue a ser retirado. Então, você pergunta: Qual quantidade de sangue vão tirar? ... O médico desvia de você o olhar e fala com voz triste: “ Não pensávamos que se tratava de uma criança... Lamento, senhor, mas vamos precisar de todo o sangue do seu filho...”

Você não pode acreditar no que está ouvindo, mas trata de contestar. “Mas, mas...” O médico insiste: “ O senhor não compreende? Estamos falando de cura para o mundo inteiro! Por favor, assine! Nós precisamos de todo o sangue de seu filho...”

O pai insiste, desesperado: “Mas não se pode fazer uma transfusão?” A resposta vem depressa: “ Poderíamos, se houvesse sangue puro... Assine, papai, por favor, assine!” Em silêncio, e sem ao menos poder sentir a caneta na mão, você assina. Então, te perguntam: “Você quer ver teu filho?” ... Você caminha lentamente em direção à sala de emergência, onde se encontra teu filho, sentado na cama e que te pergunta: “Papai, o que está acontecendo?” Você segura suas mãozinhas trêmulas e inocentes e diz: “Filho, você sabe o quanto eu te amo. Jamais autorizaria alguma coisa que não fosse absolutamente necessária. Você compreende?” O silêncio sofrido é a resposta que ecoa por uma eternidade... (Mateus 26:42).

O médico regressa à sala e diz: Sinto muito, senhor, temos que começar. Pessoas do mundo inteiro estão morrendo. O senhor vai ter que sair. Você vai saindo, tendo o sofrimento estampado nos olhos. O filho ainda grita, “papai! Papai! Porque está me abandonando?”(Mateus 27:46)

... Na semana seguinte, quando fazem uma cerimônia para honrar e relembrar a morte do teu filho, algumas pessoas ficam em casa dormindo, outras simplesmente ignoram, outras preferem fazer um passeio, ver televisão. Uma até vêem, mas trazem um sorriso oco e falso. Na verdade, não sentem nada de gratidão pelo sacrifício de seu único filho...
Nesse momento, você tem vontade de gritar: “MEU FILHO MORREU POR VOCÊS! NÃO SE IMPORTAM COM ISSO???”

É isso que Deus quer te dizer ainda hoje: “MEU FILHO ÚNICO MORREU POR VOCÊ! VOCÊ NÃO SABE O QUANTO EU TE AMO?”

...É curioso com que simplicidade as pessoas debocham de Deus, não dando ouvidos à Sua palavra. Depois reclamam e dizem que o mundo caminha de mal a pior.
É tristemente curioso como acreditamos em tudo o que lemos nas revistas e jornais, ouvimos no rádio, vemos na TV, mas questionamos a Palavra de Deus.

É interessante, que todos queremos ir para o céu, mas não aceitamos a fórmula de Deus para isso... (Marcos 16:16-18 / João 14:6)
É curioso como as pessoas dizem com facilidade “eu creio em Deus”, mas suas atitudes mostram totalmente o contrário.

É curioso que você, mesmo sendo salvo pelo sacrifício de Jesus Cristo, o Filho de Deus, não vive um testemunho que possa arrastar outros para o caminho da salvação.

É tristemente curioso que você seja um crente dentro da igreja, e depois se torne um cristão invisível no seu meio de convivência... É como se fosse possível ser um crente fervoroso no fim-de-semana, e depois negar a Jesus com seu mau testemunho durante os outros dias!
Deus enviou seu Filho amado para salvar o mundo. Não havia outro sangue. Não há outro sangue. Somente o sangue precioso de Jesus Cristo, derramado na cruz do calvário, tem o poder de salvar o mundo, que jaz no maligno. (I João 5:19)

O sangue de Jesus, pelo seu sacrifício, é SUFICIENTE para salvar toda a humanidade. Mas é EFICIENTE somente para aqueles que o aceitam como Senhor e Salvador de sua vida.

Adaptação livre do Evangelista da IEAD em SFS-SC,
ISRAEL SALVADOR

PEC dá a igrejas poder de questionar leis no Supremo

Deputados aprovam PEC que dá a igrejas poder de questionar leis no Supremo


Texto recebeu apoio unânime na comissão especial instalada na Câmara para analisar a matéria, que segue agora para votação em dois turnos no Plenário da Casa

Deputados aprovaram nesta quarta-feira (04-11-15) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 99/11, que permite que não apenas igrejas, como qualquer entidade religiosa, questionem ao Supremo Tribunal Federal (STF) se uma lei ou parte dela é constitucional, ou não.
O texto recebeu apoio unânime na comissão especial instalada na Câmara para analisar a matéria, que segue agora para votação em dois turnos no Plenário da Casa.
O deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica e autor da proposição, defende que conferir tais poderes às instituições religiosas possibilitará o questionamento sobre possíveis leis que “venham a interferir direta ou indiretamente no sistema de liberdade religiosa ou de culto”, preceito garantido na Constituição Federal.

Deputado Federal João Campos (PSDB-GO),
presidente da Frente Parlamentar Evangélica.
Quatorze dos 18 deputados que constituem a comissão são membros da bancada evangélica. Ainda assim o relator do projeto, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), apresentou parecer favorável, mesmo não sendo membro da frente.
“Considero perfeitamente aceitáveis as razões para esta PEC, pois as associações religiosas representam um segmento da mais alta importância para a vida nacional, sendo adequada à ordem jurídica este tipo de contribuição, visto que deverá partir de grupos de elevada influência na vida social do país”, defendeu Bonifácio.
O relator argumentou que certas questões em discussão na sociedade, como as de interesse moral, são mais bem “focalizadas” pelas lideranças religiosas. “A interpretação de muitas leis necessita da contribuição dos setores religiosos. Mas, não há porque se distinguir grupos religiosos, seja católico, evangélico, judaico ou maometano para fundamentar as razões da presente PEC”, relata.
Futuro
Caso entre em vigor, entidades como Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Convenção Geral das Assembleias de Deus do Brasil e Supremo Concílio das Igrejas Presbiterianas do Brasil poderão acionar o STF para questionar constitucionalidade de legislação considerada contrária às doutrinas religiosas.
Atualmente, só podem propor esses tipos de ações o presidente da República, as Mesas do Senado e da Câmara, a Assembleia Legislativa do Distrito Federal, os governadores das unidades federativas do país, o procurador-geral da República, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, partidos políticos representados no Congresso e sindicatos ou entidades de classe.

Fonte: http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/30853/deputados-aprovam-pec-que-da-a-igrejas-poder-de-questionar-leis-no-supremo.html?utm_source=twitterfeed&utm_medium=facebook

AS VANTAGENS DO RÁDIO

A jornalista Paola Correa, do jornal Diário de São Paulo, publicou uma matéria denominada “Alta Fidelidade”. A reportagem fala da antiga parceria entre ouvintes e comunicadores, destacando que os populares programas de Rádio muitas vezes tem audiência maior que programas de algumas emissoras de televisão.
Como fazer uma comparação direta já que o público é diferente. “O Rádio é companheiro e a TV é entretenimento“, afirma Rodrigo Nunes, especialista em estudos ligados às programações no Rádio e na TV.
Vantagens do Rádio em relação à TV
PRESENÇA

O Rádio está presente em 99% das casas; já a TV está presente em 75% das residências.
ALCANCE

O Rádio chega onde a TV não vai. “Por incrível que pareça, há lugares sem sinal para TV“, afirma o especialista Rodrigo Nunes.
FAIXA NOBRE

O horário nobre do Rádio dura 13 horas, o da TV, só três.
LIGAÇÃO

No Rádio, os locutores se tornam companheiros dos ouvintes. “É muito comum presenciar pessoas conversando com o Rádio“, diz Rodrigo Nunes.

Nota nossa: SÃO MOTIVOS PARA VOCÊ INVESTIR NO RÁDIO!


RÁDIO BETEL FM - 10 anos no ar!

Estamos comemorando OS DEZ ANOS da Rádio Betel FM 87.9. Entrando para a segunda década da nossa outorga. Mais uma vez, pedimos a cooperação dos nossos amigos. Precisamos angariar APOIOS CULTURAIS para a manutenção e melhoria da Emissora.
Como se sabe, os equipamentos (em especial os computadores) ficam ligados 24 horas e o desgaste técnico é muito grande. Nosso sistema de transmissão (Transmissor e Gerador de Estéreo) é relativamente novo, tendo sido doado pelo Sindicato dos Arrumadores. Mas temos 5 computadores (1 Servidor, 2 Player e 3 Gravador de Censura e Streaming, além do da 4 Recepção e do 5 Estúdio2 - gravação e edição interna). Os três primeiros, funcionam 24 horas, ininterruptamente.

Outros equipamentos que desgastam e ficam obsoletos, são as Mesas de Som (no AR e Estúdio2) e os Microfones.

ESTAMOS COM NOVA DIRETORIA


 ADMILTON SOARES (diretor geral), com a esposa Elaine.
ISRAEL SALVADOR (Diretor Operacional e de Programação), com a esposa Irmgard.
SAMUEL CIDRAL (Diretor Administrativo e Financeiro), com a esposa Debora.


Mantemos, além do sinal transmitido no ar, em 87.9 FM, o sistema de webradio, em duas modalidades básicas de acesso: SITE, em http://www.betelfm87.com.br e BLOG, em http://betelfmsfs.blogspot.com (lembrando que celulares e Ipad's/Tablet's com o sistema Androide, podem nos sintonizar em diversos aplicativos, entre eles o RadiosNet).

Atualmente, a Associação Comunitária Betel FM e, consequentemente, a Emissora 87.9 Betel FM, é dirigida pelo voluntário ADMILTON SOARES, tendo como diretores SAMUEL CIDRAL e ISRAEL SALVADOR. Voluntário na técnica (sonoplastia e locução, MARCELO BASTOS. No comando geral do Conselho Comunitário,  ZILMAR MELQUÍADES MIGUEL.

ZILMAR MELQUÍADES MIGUEL e esposa Maria Inês.

Ouça-nos, acesse-nos. Sinal aberto em 87.9 FM, Facebook, Whatsapp, Skype, Site, Blog. Faça você também parte da nossa história. SÃO DEZ ANOS e, querendo Deus, outros dez anos virão!

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO GERAL NA ABA AO LADO ESQUERDO
Se preferir, acesse nosso áudio pelo site: http:\\www.betelfm87.com.br

ilustração O FILHO

"Um homem muito rico e seu filho tinham grande paixão pelas artes. Muito unidos, se sentavam juntos para admirar as grandes obras de arte que tinham em sua coleção.

Por uma dessas obras do destino, seu filho foi para guerra. Ele era muito valente e corajoso, mas, morreu em batalha, quando resgatava outro soldado. O pai recebeu a notícia e sofreu profundamente a morte de seu único filho.

Um mês mais tarde, alguém bateu à sua porta...  Era um jovem com uma grande tela em suas mãos e foi logo dizendo ao homem:

" - O senhor não me conhece, mas eu sou o soldado por quem seu filho deu a vida, ele salvou muitas vidas nesse dia e estava me levando a um lugar seguro, quando uma bala tirou sua vida".

Ele falava muito do senhor e de seu amor pelas artes. O rapaz estendeu os braços para entregar a tela:
" - Eu sei que não é muito, e eu não sou um grande artista, mas sei também que seu filho gostaria que o senhor recebesse isto".

O pai abriu a tela. Era um retrato de seu filho, pintado pelo jovem soldado. Ele olhou com profunda admiração a maneira com que o soldado havia capturado a personalidade de seu filho na pintura.
O pai estava tão atraído pela expressão dos olhos de seu filho, que seus próprios olhos encheram-se de lágrimas.

Ele agradeceu ao jovem soldado, e ofereceu-se para pagar-lhe pela pintura.
" - Não, senhor, eu nunca poderei pagar o que seu filho fez por mim! Essa pintura é um presente".

O pai colocou a tela à frente de suas grandes obras de arte, e a cada vez que alguém visitava sua casa, ele mostrava o retrato do filho, antes de mostrar sua famosa galeria.

Algum tempo depois o homem morreu, e se anunciou um leilão de todas as suas obras de arte.

Muita gente importante e influente chegou ao local, no dia e horário marcados, com grandes expectativas de comprar verdadeiras obras de arte.

Em exposição estava o retrato do filho. O leiloeiro bateu seu martelo para dar início ao leilão:
" - Começaremos o leilão com o retrato "O FILHO". Quem oferece o primeiro lance? Quanto oferecem por este quadro?"

Um grande silêncio.... Então, do fundo da sala, alguém diz:
"Queremos ver a coleção... deixe este pra outra hora".

O leiloeiro insistiu... "Alguém oferece algo por essa pintura? 200...? 100...?"

Mais uma vez, a voz: "Não viemos por esta pintura, mas, sim, pelas obras de arte... Vamos logo ao leilão de verdade".

Mesmo assim o leiloeiro continuou... "Quem leva ´O FILHO?´"

Finalmente, uma voz: " - Eu dou 10 pelo quadro".
Era o velho jardineiro da casa. Sendo um homem muito pobre, esse era o único dinheiro que podia oferecer.

" - Temos 10! Quem dá 20?" gritou o leiloeiro.
As pessoas já estavam irritadas; não queriam a pintura do filho, queriam as que realmente eram valiosas para suas coleções.

Então o leiloeiro bateu o martelo,
"... dou-lhe uma, dou-lhe duas... vendido por 10!!!"

" - Ufa... até que enfim, desabafou um.
" - Agora vamos à coleção!", gritou um.

O leiloeiro soltou seu martelo e disse:
" - O leilão acabou!".

" - Que brincadeira é esta?" perguntaram os interessados, indignados.

" - Eu sinto muito", disse o leiloeiro, "quando me chamaram para fazer este leilão, havia um segredo estipulado no testamento do antigo dono. Não seria permitido revelar esse segredo até esse exato momento. Somente a pintura O FILHO seria leiloada; aquele que a comprasse, herdaria absolutamente todas as demais pinturas e, também, herdaria todas as suas posses. O homem que comprou O FILHO fica com tudo!"

Reflexão: Deus entregou seu único e amado filho, para morrer por  nós numa cruz há milhares de anos atrás.
Assim, como o leiloeiro, a mensagem hoje é:

"Estava Ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio d'Ele, e o mundo não O conheceu. Veio para o que era Seu, e os seus não O receberam. Mas, a todos quantos O receberam, aos que creem no Seu nome,deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus."

"O Espírito mesmo testifica com o nossos espírito que somos filhos de Deus; e, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo; se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados".

AVISOS

Se o blog não está abrindo completamente, experimente baixar navegadores mais modernos:
Google Chrome Mozilla Firefox

Visite-nos no Facebook:

http://www.facebook.com.br/radiobetelfm